Faça a Sua Escolha

Se existe uma verdade absoluta é a de que nossas vidas são feitas de escolhas. A todo o momento estamos escolhendo e automaticamente renunciando a algo. As conseqüências de nossas escolhas podem impactar nossas vidas de várias formas, podendo alterar horas, dias, anos e a própria vida; por isso, o fator destino é tão questionável.

  As constantes e variadas situações em que confrontamos o momento de decisão influenciam diretamente nossas escolhas. Não é sempre que temos tempo pra pensar, refletir como mais calma e até mesmo imaginar o pós decisão, por isso, o velho ditado “siga seu coração”, às vezes é o problema.

 E isso nos leva a outro fato da vida: a escolha e o arrependimento andam lado a lado. É interessante como sempre mencionamos o arrependimento em momentos que deixamos de fazer o que queríamos e não por ter feito o que queríamos. Assim, outro ditado vem à mente: ”só me arrependo do que não fiz”.

É lógico que o fato de termos escolhido fazer algo, ameniza o peso na consciência dos possíveis danos causados pelo ato. É muito mais amargo o gosto do arrependimento pelo que deixamos de fazer. A vida é muito curta e o tempo não volta (olha aí mais duas verdades incontestáveis). O ser humano é moldado pelos seus erros, não aprenderíamos se acertássemos sempre, é preciso errar pra aprender a fazer o certo. Ninguém nasce sabendo (outras verdades).

É incrível como temos dificuldade de aprendermos com o erro dos outros, o erro é mesmo algo muito pessoal, que por mais que vejamos no outro, não nos trás quase nenhum aprendizado, nos causa pouco efeito; é preciso que sintamos na pele e vejamos com nossos próprios olhos. Talvez, pelo fato de não acreditarmos que aquilo possa acontecer conosco.

Vou contar-lhes uma escolha que fiz: escolhi acreditar que o maior erro é ser omisso, ficar parado, e isso não significa não escolher. Inevitavelmente o mundo escolherá por você e quase sempre isso é a pior escolha. O mundo e as pessoas não sabem das suas necessidades, dos seus sonhos. Como disse o Emicida: “Você é o único representante dos seus sonhos na Terra.”. Lute por eles, faça-os.

E você, já escolheu? Já se deu mal com a escolha que fez? Acho que sim, não é? Mas tenho certeza que aprendeu e ainda está aprendendo. E seremos eternos aprendizes. Sempre haverá perguntas sem respostas e você não veio ao mundo com a missão de respondê-las.

Um conselho: Erre.Erre muito. Você sempre tem escolha.

Um dia perguntaram a um velho sábio.

– Senhor, por que a vida é tão curta?

– Para que façamos alguma coisa com ela.

Anúncios

1 comentário

  1. Lari Reis · novembro 13, 2015

    Não só o erro, mas todas as experiências na vida são muito pessoais. A vida em si já é uma experiência pessoal porque até os relacionamentos que construímos são baseados em nossas próprias percepções daquilo que o outro nos faz sentir…

    Eu também tento não me omitir. Mas, como você bem disse, a vida é curta e, muitas vezes, eu nem penso muito em fazer ou não certas escolhas. Não dá pra (tentar) racionalizar tudo… 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s